Blog

  • Perguntas sobre o Sistema Eventos

    Por Sistema Eventos  |  Em 14/11/2012

    Olá amigos, desde que colocamos a startup Sistema Eventos no ar, surgiram algumas dúvidas de usuários que resolvi agrupar nessa postagem.

    O Sistema Eventos possui uma sede física?
    O Sistema Eventos é um departamento da Mais Empresas, que se encontra em Campo Grande-MS, na Av. Mato Grosso, 2860.

    Contratando o Sistema Eventos, posso utilizar em todos os eventos que realizo?
    O sistema é exclusivo para um único evento, após o término do evento o site pode ser reativado para outro evento, porém é outro contrato.

    Posso vender ingressos para diversos eventos em um único site?
    O Sistema Eventos não funciona como um e-commerce (saiba mais sobre comércio eletrônico), você pode vender inscrições para apenas um evento.

    Quanto tempo demora a implementação do site?
    O site já está pronto, a parte mais demorada é o conteúdo que é enviado pelo cliente, ou seja, pode demorar alguns dias, algumas semanas ou até mais.

    Posso pedir para minha equipe criar o layout do site?
    Sites que fogem do modelo convencional devem ser negociados com o comercial, mas é possível, sim.

    Para cobrar as inscrições com cartão de crédito, preciso ter firma aberta?
    Não. Você pode utilizar o Pag Seguro em nome de pessoa física.

    O Sistema dispõe de ferramenta para gerar certificados?
    O sistema disponibiliza a lista dos participantes, mas não gera o certificado.

    Quem tiver alguma dúvida sobre o funcionamento do Sistema Eventos, pode entrar em contato por aqui.

  • Gerenciamento de eventos

    Por Sistema Eventos  |  Em 25/09/2012

    Quando falamos em gerenciamento de eventos já nos vem à cabeça inscrições, pagamentos,
    credenciamento de pessoas, planejamento e etc. Fazer todo esse trabalho manualmente em
    um evento de médio porte (500 pessoas) não é uma boa ideia.

    O gerenciamento de eventos ainda é um grande problema dos produtores, mesmo com muito
    planejamento e cautelas nos pequenos detalhes, imprevistos são inevitáveis, mas podem ser
    minimizados para não causarem problemas.

    Análisando casos de problemas em eventos fica visível que o gerenciamento do evento vai por água abaixo quando falta organização e previsão de problema(plano B), então produtor fique atento as mudanças e eventualidades, é bom pensar mais além quando for excutar o evento.

    Mesmo com muitos problemas a serem resolvidos, mantenha a calma.

    É comum no dia do evento você ver o produtor correndo de um lado pro outro, perdendo o
    horário de almoço e até mesmo se estressando com a situação. Para evitar que esse tipo de
    coisa aconteça, é fundamental montar uma boa estratégia e alinhar toda a equipe no mesmo
    foco. Além disso, em caso de eventos com muitos dependentes externos é importante criar
    um plano B e deixá-lo pronto pra ser o plano A.

    Em caso de terceirização, participe da organização das terceirizadas, deixar tudo nas mãos
    dessas é um grande risco. É importante que haja uma transparência em caso de problemas,
    por isso, traga tudo para seu controle para não haver surpresas no final.

    Umas das partes mais complicadas no gerenciamento de eventos é o controle de inscritos,
    o que pode piorar ainda mais quando é feito de forma manual. Automatizar inscrições,
    pagamentos e credenciamentos são a melhor opção para eventos acima de 500 pessoas.
    Existem vários sistemas que fazem esse tipo de gerenciamento, um deles é o Sistema Eventos.

    Sistema de gerenciamento de eventos

    O Sistema Eventos é um sistema completo de gerenciamento de eventos, nele,
    além de você gerenciar todo o processo de inscritos, ainda cria um site institucional
    do evento, ajudando a divulgação e acessibilidade aos clientes. Com várias formas
    de pagamento, o Sistema Eventos permite que você acompanhe todo o status do
    processo de compra do ingresso. Veja mais algumas funcionalidades do Sistema
    Eventos:

    • Opções para modelos de site.
    • Área do cliente para acompanhamento de inscrições.
    • Páginas institucionais, agenda, notícias e relacionamento.
    • Formulário de inscrição configurável de acordo com a necessidade do evento.
    • Relatórios do evento a qualquer momento.
    • Possibilidade de criar inscrições online com tipos e preços diferentes.

     

    Clique e conheça melhor o Sistema Eventos.

     

    Com essa variedade de funcionalidade, o Sistema Eventos atende perfeitamente
    produtores que buscam confiança e tranquilidade na execução do evento, além de não
    precisar se preocupar com recebimentos dos inscritos, economizará uma boa verba
    com funcionários que fariam o trabalho braçal de credenciamento.

    Somando algumas dicas citadas no texto e um bom sistema para gerenciamento de
    eventos, você conseguirá lidar com as possíveis eventualidades de forma preparada
    e tranquila, assim, tudo sairá bem e seu evento será motivo de elogios entre os
    participantes, afinal de contas, o que realmente importa pra qualquer evento é o
    aproveitamento e satisfação dos participantes.

  • Contratar Agência de Publicidade

    Por Sistema Eventos  |  Em 26/06/2012

    A primeira vista, uma agência de publicidade é uma empresa que oferece serviços de divulgação de uma marcaem jornais, revistas, meios eletrônicos e on-line, além de desenvolver projetos na área gráfica. Parece tarefa simples, mas não é. Para realizar um trabalho de sucesso, é preciso entender a necessidade do cliente e conhecer bem os consumidores alvo da campanha, servindo como um canal de ligação comunicativo entre uma empresa e seu público. Por isso é fundamental contratar uma agência de publicidade.

    O relacionamento entre agência e clientecomeça pelo departamento de atendimento, que elabora o “briefing” – documento que apresenta as características do produto/serviço e do anunciante – e passa para os demais setores (criação, mídia, trafego, etc.). Cada departamento produz uma parte da campanha publicitária, que se constitui do conjunto de peças veiculadas nas mídias: anúncios na imprensa, comerciais de TV e rádio, banners na internet, outdoors, etc.

    Segundo o Estadão, o mercado publicitário brasileiro movimentou, em 2011, mais de R$ 39 bilhões, crescendo 8,5% em relação ao resultado de 2010.

    A televisão aberta se mantevecomo o meio de comunicação que mais recebeu investimentos de anunciantes no Brasil, respondendo por 63,3% do total investido. Em seguida, o jornal foi o segmento com maior participação nos investimentos em mídia, 11,8% do total.

    O maior crescimento nos investimentos publicitários entre os meios foi na internet, com aumento da verba publicitária em 19,6% em 2011, elevando participação no segmento para 5,1% do total.
    A primeira vista, uma agência de publicidade é uma empresa que oferece serviços de divulgação de uma marcaem jornais, revistas, meios eletrônicos e on-line, além de desenvolver projetos na área gráfica. Parece tarefa simples, mas não é. Para realizar um trabalho de sucesso, é preciso entender a necessidade do cliente e conhecer bem os consumidores alvo da campanha, servindocomo um canal de ligação comunicativo entre uma empresa e seu público.

    O relacionamento entre agência e clientecomeça pelo departamento de atendimento, que elabora o “briefing” – documento que apresenta as características do produto/serviço e do anunciante – e passa para os demais setores (criação, mídia, trafego, etc.). Cada departamento produz uma parte da campanha publicitária, que se constitui do conjunto de peças veiculadas nas mídias: anúncios na imprensa, comerciais de TV e rádio, banners na internet, outdoors, etc. Segundo o Estadão, o mercado publicitário brasileiro movimentou, em 2011, mais de R$ 39 bilhões, crescendo 8,5% em relação ao resultado de 2010. A televisão aberta se mantevecomo o meio de comunicação que mais recebeu investimentos de anunciantes no Brasil, respondendo por 63,3% do total investido. Em seguida, o jornal foi o segmento com maior participação nos investimentos em mídia, 11,8% do total.

    O maior crescimento nos investimentos publicitários entre os meios foi na internet, com aumento da verba publicitária em 19,6% em 2011, elevando participação no segmento para 5,1% do total.

  • XXIV Congresso da Sobrames

    Por Sistema Eventos  |  Em 04/04/2012

    Médicos de todo o Brasil se reunirão em outubro para um congresso em que não estamos acostumados a ver estes profissionais. Eles fazem parte da Sobrames, Sociedade Brasileira de Médicos Escritores. Sim, eles são médicos que também exercem a profissão de escritores. O presidente da Sobrames, Marco Aurélio Baggio, diz que “médicos aprendem a gostar de histórias de doenças e de vidas”, além de “todos os humanos serem fabulosos contadores de histórias”.

    O evento

    O XXIV Congresso Sobrames acontecerá entre os dias 11 e 13 de outubro em Curitiba, capital do estado do Paraná. A hospedagem será no Bourbon Convention Hotel, em que foram feitos pacotes especiais para os participantes. É importante lembrar que estes preços promocionais serão válidos até o dia 30/05. Toda programação do Congresso foi pensada para melhor atender a todos os médicos e seus convidados. Crônicas, trovas e poesias terão seu grande e merecido espaço durante os três dias.

    Inscrições

    Para participar basta acessar a página do evento e clicar em “Inscrições”. Lá será feito um cadastro e posteriormente a inscrição, com a escolha da forma de pagamento.

    História da Sobrames

    A SOBRAMES teve sua origem em 23 de abril de 1965, sendo denominada, inicialmente de SBEM = Sociedade Brasileira de Escritores Médicos. Ela foi idealizada e criada pelo Dr. Eurico Branco Ribeiro, brilhante cirurgião em São Paulo e magnífico escritor, autor de diversos livros. A sede nacional da SOBRAMES é itinerante, de acordo com o estado em que o seu presidente é filiado.

  • Abav SP promove curso de marketing pessoal e organização de eventos

    Por Sistema Eventos  |  Em 30/03/2012

    A Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo (Abav/SP) promove, na próxima segunda-feira (02), das 18h30 às 22h30, na sede da entidade, o curso “Marketing pessoal: o diferencial do bom vendedor”. Ministrado por Luiz Gustavo Silva, professor do Senac, visa estimular nos participantes a reflexão sobre o mercado de trabalho, enfatizando a atual concorrência entre as agências, e desenvolver seu senso crítico no que concerne à construção e solidificação de sua imagem no ambiente de trabalho.

    Na terça-feira (03), também das 18h30 às 22h30, Wilson Colocero, consultor em administração e qualidade de serviços, orientará os participantes na apresentação “Elaboração e organização de eventos”. O objetivo é esclarecer o que diz respeito a planejamento, elaboração, execução e controle operacional e orçamentário, abordando os tipos de eventos, principais características e montagem de programação, dentre outros tópicos.

    Estas e demais ações de capacitação realizadas pela Abav/SP têm o apoio da Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), da Associação das Agências de Viagens Independentes do Interior do Estado de São Paulo (Aviesp) e do Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo (Sindetur-SP).

    Marketing pessoal: o diferencial do bom vendedor

    Dia: 2 de abril, segunda-feira
    Horário: 18h30 às 22h30
    Local: Abav/SP – Avenida Doutor Vieira de Carvalho, 115, 8º andar, Centro – Metrô República
    Investimento: associados e estudantes – R$ 90 / não associados – R$ 115

    Elaboração e organização de eventos

    Dia: 3 de abril, terça-feira
    Horário: 18h30 às 22h30
    Local: Abav/SP – Avenida Doutor Vieira de Carvalho, 115, 8º andar, Centro – Metrô República
    Investimento: associados e estudantes – R$ 90 / não associados – R$ 115

    Informações: (11) 3223-0555 ou pelo e-mail graca@abavsp.com.br

    Ana Elisa Teixeira em Mercado de Eventos.

  • Como começar a organização de um evento

    Por Sistema Eventos  |  Em 23/03/2012
    Você decide que vai organizar um evento. Mas por onde começar? O próprio nome já diz: organizar. Tudo, absolutamente tudo nesta área depende exclusivamente de organização, planejamento e disciplina.

    Primeiro passo: público

    Começando o planejamento, primeiro deve-se escolher o segmento do evento, para quem ele se destina, qual é seu público alvo. Digamos que seja um congresso estadual de economistas. Já temos um público e por onde começar a divulgação. Segundo passo é definir a quantidade de participantes, o que depende diretamente do local do evento. Este deve ser grande o suficiente para que os congressistas não fiquem apertados ou desconfortáveis durante as atividades. Não conte com aquela ideia de que “nem todos que eu convidar virão”. Se fizer isso, você abrirá um número de inscrições maior do que o espaço que dispõe e corre o sério risco de não dar conta dos participantes. Lembre-se que muitas pessoas só confirmam de última hora.
    Uma ideia bacana é utilizar hotéis que disponham de boas áreas de reunião como anfiteatros e auditórios. Estes hotéis geralmente já possuem planos diferenciados para eventos que forem hospedar os participantes.

    Segundo passo: palestrantes

    A antecedência com que você determina quem serão os palestrantes garante que os melhores profissionais estarão no seu evento. Eles geralmente tem uma agenda bastante cheia, portanto quanto antes acertar data e valores, melhor.

    Terceiro passo: captação de recursos

    Por mais que os economistas tenham um sindicato forte e bem provido de dinheiro, é indispensável a “ajuda” de parceiros e patrocinadores. O ideal é que sejam empresas do ramo, no caso da economia, contabilidade, etc. Mas podem ser de outros ramos também, como uma gráfica que doa as pastas, crachás e canetas, fazendo assim propaganda dos seus bons serviços, ou um serviço de buffet. A criatividade vale muito aqui.

    Quarto passo: abertura das inscrições e divulgação

    Hoje as inscrições são feitas basicamente só pela internet e existem sites e empresas especializadas nisso. O Sistema Eventos tem todas as ferramentas necessárias para que seu evento tenha um site, página de inscrições online, descrição do evento, tira dúvidas e o que mais quiser. Tudo com a garantia de segurança e confidencialidade que só a Sistema Eventos oferece.
  • Copa do Mundo: Evento já Movimenta a Economia do País

    Por Sistema Eventos  |  Em 14/09/2011

    Se o brasileiro é apaixonado por futebol, imagine em ano de Copa do Mundo. E esse amor já movimenta a economia do país.

    A Copa do Mundo FIFA 2014 já possui números convincentes para indicar a movimentação econômica que está realizando. Pelo menos é o que apresenta a consultoria Ernst&Youg em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) em seu estudo publicado na última quarta-feira, 22 de junho.

    O pólo calçadista de Nova Serrana, por exemplo, aumentou a produção de chuteiras para atender a demanda do mercado e anotou um aumento significativo no registro de marcas. “A partir do segundo semestre vamos produzir para a Copa de 2014”, comenta o dono, Sidnei Camilo. O número de funcionários já aumentou de 60 para 80 e a produção diária de 800 para mil pares. Chuteiras que trazem alegria para milhares brasileiros e estimulam sonhos de jogadores e de jogadoras como Elaine de Freitas, que joga futebol há quatro anos. “Quem sabe um dia eu estarei lá na seleção também”, diz a também auxiliar de produção. A Adidas, segunda maior marca esportiva do mundo também prepara para enviar uma grande demanda de calçados, como a Chuteira Adidas Heritagio.

    O estudo “Brasil Sustentável – Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo de 2014″ aponta que o maior evento do futebol mundial injetará no país R$142,3 bilhões, entre 2010 e 2014. Destes, R$22,4 bilhões serão só com infraestrura, R$7 bilhões com despesas operacionais e R$112,79 bilhões através da geração indireta dos vários setores da economia. Serão em torno de 3,6 milhões de empregos gerados com um adicional de arrecadação aos cofres públicos em R$18,1 bilhões, causando o impacto de investimentos que representarão 2,17% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro que foi previsto em 2010.

    Claro que a construção civil será o setor mais beneficiado dentre os 55 setores estudados pela Ernst&Young, porém, 24 deles terão um avanço importante, com destaque para os de serviços para empresas, hotelaria e alimentos e bebidas, com R$7, R$3 e R$2,5 bilhões adicionais, respectivamente.

    Saiba mais sobre Marcas e Patentes.

  • Evento: Corrida noturna de Campo Grande

    Por Sistema Eventos  |  Em 18/08/2011

    No dia 26 de setembro o Shopping Campo Grande (Mato Grosso do Sul) estará realizando a prova pedestre Corrida Noturna Shopping Campo Grande, que terá início às 19h. Serão disputadas as categorias Geral, Individual Masculino e Individual Feminino, nas distâncias de cinco e dez quilômetros.

    As inscrições podem ser feitas na Praça Central do Shopping ou neste site a R$ 10, até o dia 31 de agosto e R$ 20, de 1º a 18 de setembro. A organização poderá, a qualquer tempo, suspender ou prorrogar prazos.

    Poderá, a critério da organização, haver inscrições disponíveis no local de entrega de kits a um custo de R$ 30. Os kits são compostos por número de peito de uso obrigatório e camiseta.

    A entrega dos kits será feita no dia 25 de setembro, das 10h às 20h, exclusivamente no Shopping Campo Grande. Tire seu melhor tênis de corrida do guarda roupas e venha se divertir conosco.

    Os atletas que completarem as provas, em conformidade com todas as regras estipuladas no ato de inscrição serão premiados com frequencímetro (categorias masculina e feminina – 5km) e passagem aérea Campo Grande-São Paulo-Campo Grande com hospedagem e café da manhã, no período de 29 de dezembro a 1º de janeiro de 2010 para a Corrida São Silvestre (prêmio individual nas categorias masculina e feminina).

  • 8 conselhos para quando for cobrir um evento usando redes sociais

    Por Sistema Eventos  |  Em 01/06/2011

    Participar de eventos apenas não é mais interessante para uma geração que gera conteúdo. Com eventos surgindo a todo instante e contando com a presença de profissionais reconhecidos e gabaritados é quase que irresistível não se aventurar tentando fazer a cobertura do encontro, seja através do Twitter, seja através do Facebook, ou em blogs.

    Pensando nisso, elaboramos algumas dicas que podem lhe ajudar bastante nessa tarefa:

    • Planeje. Traçar objetivos (seguidores, relevância, amigos, projeção do nome), listar recursos (notebook, pen drive, caderno), escolher a estratégia (Twitter das principais informações, texto para o blog) são fundamentais para que a transmissão do conteúdo seja interessante;
    • Programa-se! Chegar com antecedência e avisar seu público antecipadamente sobre a cobertura demostra que além de organizado, você se programou para o evento. Informe-se se haverá internet wi-fi. Esse dado faz toda a diferença;
    • Acomode-se bem! Escolha um bom lugar, perto das laterais, pois é onde existem tomadas para carregar notebooks, celulares, etc, além de, geralmente, permitirem uma boa visão do palco;
    • Hoje em dia, todo evento tem uma hashtag, por isso não esqueça de utilizá-la. Além de contextualizar seu leitor, trará a atenção de pessoas que estejam monitorando o evento;
    • Sempre que possível, twitte depois da hashtag do evento o Twitter do participante (#evento @elizabethcunha nonononon), pois além reconhecer a autoria, permite ao palestrante saber quem é você. Se conseguir colocar o assunto também, fica ainda melhor: (#eventox @elizabethcunha REDES SOCIAIS nonononon);
    • Evite twittar ou postar frases de efeito que fora do contexto não têm sentido. Prefira conceitos que possam ser resumidos em poucas palavras, ou que sigam uma linha de raciocíonio ou, ainda, poste o link sobre o assunto;
    • É sempre interessante postar ou twittar assuntos relacionados, como links com sites mencionados, vídeos e apresentações;
    • O evento não termina no encerramento. Após o evento os palestrantes costumam compartilhar o material exposto, em geral no Slideshare. Não esqueça de compartilhar também.
      Além de ser uma boa forma de se atualizar e se abastecer de conteúdo, mostra seu foco em determinado assunto ou segmento e lhe ajuda bastante a conseguir relevância, seguidores, RT. Mas não esqueça: bom senso é fundamental. Um grande abraço e um dia repleto de sucessos!

    Fonte: Mídia 8

  • O Profissional de Eventos e suas Perspectivas de Trabalho

    Por Sistema Eventos  |  Em 26/05/2011

    Os eventos são cada vez mais importantes para o desenvolvimento do Turismo. Tanto que, transformou-se em fonte de atrativo. A cidade de São Paulo é um exemplo de destinação turística que tem como um dos principais tipos de turismo, o turismo de eventos. Mas não é fácil relacionar uma série de outros municípios brasileiros que tenham uma programação anual de eventos, que se aliam com outros atrativos naturais e culturais para formar o produto turístico.

    O evento pode ser a motivação principal da viagem, como por exemplo quando você viaja para participar de um congresso ou feira. Pode também ser um elemento da oferta diferencial, como no caso de uma manifestação cultural existente em ma determinada localidade turística.
    Percebemos, então, que os eventos são na realidade programações organizadas com a finalidade de motivar e orientar a clientela na visita de uma cidade, principalmente nos períodos de ociosidade da oferta, proporcionando, assim, um melhor aproveitamento dos seus atrativos.
    Essas programações aumenta o consumo e o lucro do núcleo no período de baixa estação, e estabiliza o seu faturamento, equilibrando o mercado turístico, relações de troca de dinheiro por mercadorias e serviços ligados diretamente ou indiretamente ao turismo.
    Em resumo os eventos são importantes para turismo porque trazem os seguintes benefícios:

    • Os eventos criam oportunidades de viagens. Em geral, nos eventos com objetivos profissionais, as próprias empresas ou instituições interessadas costumam destacar especialistas para representá-las e, para tanto, custeiam a inscrição, a viagem e os gastas de hospedagem de suas responsáveis que muitas vezes se fazem acompanhar das familiares.
    • Ampliam o consumo e, em conseqüência, o lucro no núcleo receptor. Quase sempre, o participantes de eventos aproveita a viagem para passeios, compras, ECT., gastando mais do que o turista comum. Tende, também, a prolongar sua programação no núcleo, além dos dias de duração para programações extras.
    • Permitem a estabilidade dos níveis de emprego do setor turístico, pois reduz a sazonalidade do turismo. Somente a estabilidade nessas área consegue estimular a formação e o aperfeiçoamento de pessoal especializados e, ao mesmo tempo, criar condições para a fixação dessa mão-de-obra especializada no setor.
    • Promovem indiretamente o núcleo receptor. Através da divulgação que é realizada para cada evento, antes durante e depois do acontecimento.
    • Geração de emprego direto e indireto, renda e impostos.

    Eventos em números

    Dos 3,4 trilhões de dólares gerados anualmente pelo turismo, 850 bilhões advém do turismo de eventos, com taxa de crescimento anual de 30% (OMT – 2005)
    Estima-se que sejam realizados cerca de 70 mil eventos do tipo congresso, com crescimento de 12% ao ano (ICCA – 2006)

    Brasil
    O setor fatura 37 bilhões de reais anuais (3,1% do PIB), que emprega quase três milhões de pessoas e recolhe 4,2 bilhões de reais em impostos com a realização de 320 mil eventos por ano.” Rui Carvalho, Convention Bureaux
    Os eventos movimentam 79 milhões de pessoas, um percentual de 33,7% do turismo nacional (SEBRAE, 2008)

    Profissionais de Eventos

    No mercado de eventos encontramos dois tipos de profissionais: os organizadores de eventos, que se constituem em poucas empresas privadas com larga experiência de mercado, e que se dedicam à organização geral dos eventos sob sua responsabilidade, prestando serviços altamente profissionais; e, planejadores de eventos, possuindo apenas noções básicas de organização e encarando o seu trabalho como um serviço de apoio, que, freqüentemente, não é a atividade mais importante de seu emprego.
    O profissional de eventos, entre outras qualidades, deve ser seguro, gerando confiança para o cliente e para os funcionários; disciplinado, respeitando prazos, verbas, reuniões; ter flexibilidade, aceitando sugestões, adequando propostas, mudando etapas de trabalho; ter raciocínio rápido, entendendo a capacidade, os anseios e as expectativas dos clientes e funcionários; ter preparo físico, disposição e saúde; ser realista, percebendo os limites, as opções e saber usá-las sabiamente; ter paciência infinita, exercendo o autocontrole e a serenidade. (Britto & Fontes,2002).
    As empresas organizadoras contratam em média 24,2 empregados fixos e 386,6 terceirizados. Considerando apenas o universo de 400 empresas e entidades que constam desta pesquisa, o número de empregos chega a 164.320 diretos e 492.960 terceirizados (um total de 657.280).

    Fonte: Revista Pesquisa

Pesquisar